Consulta Pública 006/2019

Data Início: 07/05/19
Data Final: 22/05/19

Esta Consulta Pública tem como objetivo colher opiniões sobre a concessão para empresa, consórcio de empresas ou agência de negócios realizarem a demolição dos atuais quiosques da orla de Itapuã e Itaparica e a construção de novos quiosques. Em contrapartida, a concessionária terá direito, por um período determinado, a exploração exclusiva de comercialização de bebidas, como cervejas, chopps e refrigerantes na orla. A duração da consulta será de quinze dias, encerrando-se no dia 22 de maio. 

Confira os detalhes nos anexos abaixo.

SUGESTÕES
Tatiana S Brioschi

Centro de Vila Velha
Sou a favor do projeto, com o comprometimento dos quiosqueiros de manterem à linha original pois o que se vê na orla da Praia da Costa são quiosques com excesso de coisas, desvirtuando a linha original do quiosque. Poderia haver um mini bicicletário pois as pessoas pegarão bicicletas nas estações e irão parar nos quiosques para tomar alguma coisa e deixarão as bicicletas aonde? E muita fiscalização, óbvio, para ver se os banheiros estão limpos, se o jardim bem cuidado, o estado das mesas e cadeiras, os alimentos, etc.

21/05/19 07:56
MARTA GAGNO INTRA

Itapuã
Acho muito importante que os espaços públicos sejam democráticos e harmônicos e que todos possam utilizar e usufruir em igualdade. Sugiro que sejam pensados material moderno, que otimize preço com boa qualidade. Que os jardins ao entorno dos quiosques sejam de plantas nativas ou indígenas tais como (aroeira, bromelhas, restinga, etc). Que as mudanças sejam articuladas e dialogadas com os trabalhadores(a) quiosqueiros que existem no local atualmente, para que a solução seja afirmativa e positiva para ambas as partes. Mas que prevaleça o que diz o estatuto da cidade sobre o tema e que o espaço seja sustentável e inclusivo. Atenciosamente, Marta Gagno

15/05/19 02:23
Henrique

Soteco
Não sou formado em direito, mas sei que o Estado deve mediar conflitos observando o bem comum. Ok para mudança pelo ponto de vista ambiental e estrutural. Qual o impacto irreversível para as famílias (pequenos empresários), que estão nesse "negócio" a anos. Se tira 40 e constroem 40, tudo certo, restruturação e adequação de ambiente e mercado, direito a todos com total cobertura, mas se derrubam 40 e poucos e constroem um número menor, há uma limitação no direito destes que estão ausentes, deve haver isonomia, (Não só em licitação mas nas igualdades e possibilidades de concorrência). Não levem para o lado pessoal, existem seres humanos, que podiam ser parente de qualquer um, sofrendo por uma desigualdade de critério. Tem muita gente naquele ambiente que trabalha de maneira séria.

13/05/19 03:25
Renan Fernandes

Praia de Itaparica
Com fulcro à efetiva participação do processo democrático para construção conjunta de políticas públicas entre governo e sociedade, como forma de atingir seus objetivos coerentes com as demandas coletivas, registramos o seguinte apontamento à Consulta Pública 006/2019 promovida, por força de lei, pelo município de Vila Velha/ES. ANEXO 7 – CADERNO TÉCNICO [...] 5.2 Para atendimento aos usuários na areia da praia, será permitida a utilização de até 30 (trinta) jogos de mesas com 04 cadeiras, padronizadas pela concessionária vencedora do certame licitatório para financiamento e execução da obra de requalificação dos quiosques, devendo ser recolhidas quando em desuso; [...] A fim de minimizar os impactos negativos da presença anômala e insistente dos quiosques em área de preservação ambiental de titularidade da UNIÃO, é imperioso que o projeto contenha a delimitação clara e inequívoca das áreas as quais serão impeditivas de ocupação, pelo mobiliário do Permissionário ou do próprio do usuário, isto é, das faixas de proteção ambiental destinadas à presença da vegetação nativa (restinga nas laterais dos quiosques), cabendo a este o DEVER de orientar e solicitar, sempre que for o caso, apoio do Poder Público Municipal para a garantia da efetividade da proteção da vegetação nativa destas áreas, considerando a RESPONSABILIDADE OBJETIVA do Permissionário quanto à guarda e operação do quiosque, bem como dos impactos que estes ocasionarem em seu entorno em virtude da exploração comercial naquele local.

11/05/19 11:18
Thomaz Costa Arantes

Praia de Itaparica
A ideia de revitalização dos quiosques está ótima. Realmente como está hoje, uma bagunça geral, música alta, badernas até altas horas, sujeiras, ocupação irregular, não tem como continuar. Realmente está na hora de organizar a Orla. Sugiro não autorizar a colocação de música, pois hoje um dos grandes problemas é a falta de respeito quanto a isso, pois alguns quiosques colocam música mecânica/ao vivo em volumes absurdos, até de madrugada e a prefeitura nunca conseguiu fiscalizar isso. E quando consegue fiscalizar, fica inviável ficar medindo com decibelímetro. Medir onde? Os quiosques não tem acústica para isso e hoje, como todos que moram no entorno sabem, fazem uma verdadeira boate a céu aberto. Existem espaços mais amplos e próprios para bandas, shows e espetáculos. Se continuar assim se perde a oportunidade de organizar o local, de forma harmônica.

09/05/19 02:07
SERGIO RANGEL GOMES

Praia de Itaparica
PARABÉNS à PMVV !!! Projeto NOTA 10. Que venha rápido.

09/05/19 11:07
Geraldo silva de medeiros cruz

Praia das Gaivotas
Sou favorável sim, tudo que for para melhorar nossa orla. Perguntas: - Se o projeto é para 20 quiosques e hoje existem 46, o que fazer com os 26 proprietários restantes? - O projeto consta com o saneamento dos banheiros e cozinha para a rede de esgoto? Sugestão: - O tempo da obra, porque não começar em março de 2020, assim os proprietários atuais não teriam o prejuízo do próximo verão e os futuros proprietários já iniciavam o verão com a inauguração?? - Que a construção não seja feita pelo lado econômico, mas sim pela qualidade do material, para não se tornar um entulho horroroso como são hoje, não só os quiosques, como também o calcadão.

09/05/19 10:47
Paulo Henrique Prucoli Barboza

Praia da Costa
Gostei muito do projeto achando muito objetivo e elegante. Pela experiencia dos Novos Quiosque de Vitória, que segue o mesmo partido, esta cobertura em pergolado deve ser reavaliada pela manutenção e não obstrução do sol.

09/05/19 10:46
Diogo

Praia de Itaparica
Na questão da orla, ($$ da iniciativa privada, tbm sabemos que precisa de + educação, saúde..., eu particularmente prefiro a implantação da bolsa vasectomia e bolsa laqueadura...), mas voltando a orla, tem que melhorar os quiosques e dar uma diminuída pois tem uns em lugar que precisa expandir a pista e estacionamento (altura do hospital Santa Mônica e Pop Motel), Outra coisa importante é disciplinar os quiosqueiros: da uma volta nas areias domingo mpor volta das 17:00 a sujeira que é enfrente aos quiosques (ja flagrei muitos funcionários limpando as mesas e jogando restos na areia sem a menor cerimonia- em Recife, praia de Boa Viagem, são obrigados a limpar as áreas onde trabalham. Muita poluição visual, um dos mais famosos da orla, o "bagunceiro" da micareta, usa o calçadão como depósito de caixas de cerveja. fora uns 2 ou 3 que servem como deposito e moradia. Melhorar é sempre bom.

09/05/19 08:36
Rafael

Praia da Costa
A favor

08/05/19 02:59