Consulta Pública 007/2019

Data Início: 17/05/19
Data Final: 02/06/19

Esta Consulta Pública tem como objetivo colher opinião dos munícipes sobre a regulamentação do uso de aplicativos de táxi ou transporte individual para atender demandas de deslocamento de servidores em virtude de atividades na administração pública. O modelo, após estudos da Secretaria Municipal de Administração, demonstrou-se o mais econômico para a gestão pública. duração da consulta será de quinze dias, encerrando-se em 02 de junho de 2019.

 

Confira os detalhes no anexo abaixo

SUGESTÕES
ALEXANDRE DA COSTA LIMA

Araçás
Deve-se tomar os cuidados para não gastar mais que o necessário.

31/05/19 10:36
Eusebio

Itapuã
Sou cliente dos principais apps e vejo como afronto ao CDC! APROVEITAM A OPORTUNIDADE E COBRAM ATÉ 5X O VALOR NORMAL. Qual a garantia que teremos que serão cobrados valores constantes e não esses praticados no dinâmico? Na época da greve dos caminhoneiros os postos não podiam vender gasolina a R$ 10,00 (2x), mas os apps podem vender a (5x) o serviço se aproveitando do momento. Cadê o PROCON? A PMVV deve utilizar o transporte clandestino de VV! No qual é conivente no município.

27/05/19 08:16
Maurilha de Deus

Ataíde
se for para economizar com gastos com certeza sou a favor, desde que não tenha que demitir funcionários. Maurilha

25/05/19 06:37
CELSO RANGEL S. NETO

Barramares
Acontece que os valores das taxas de corrida de aplicativos pode variar de acordo com horários, dias e clima. Uma corrida que hoje custa 17 reais, se comparando com o mesmo dia da próxima semana varia. E quando se é feito locação de empresas terceirizadas, todos os valores são fixo, especificados em edital e em contrato firmado.

23/05/19 11:00
Diego Boneli de Castro

Jardim Asteca
Impossível calcular apenas os gastos com os veículos, ignorando os gastos com motoristas e também com a manutenção do aplicativo. Não acredito que seja viável.

22/05/19 02:28
RAILLA BARROSO

Divino Espírito Santo
Sou contra pois acho um risco aos servidores da SEMAS que adentram bairros com alto índice de violência fazer visitas domiciliares sem ser em veiculo oficial e adesivado. Também, como trabalho em abrigo, 95% de nossas saídas externas são acompanhado do acohido, ora acompanhado. Precisam os de um veiculo que leve o servidor e o acolhido e que permaneça no local até o encerramento da demanda e nos traga ao abrigo novamente. Confesso que o ideal seria o abrigo ter veículo próprio. Agora, essa proposta seria mais pra questões administrativas (SEMAD, Juridico, demandas exclusivamente administrativas e/ou entre as Secretarias e etc...já com o assistido (munícipe) junto conosco, como fazemos aqui na SEMAS, fica certamente inviável esse modo de condução. att. Railla Barroso. Assistente Social - SEMAS

22/05/19 12:24
ANDRESA BANHOS DO NASCIMENTO

Itapuã
As demandas da secretaria de educação muitas vezes são urgentes e inadiáveis. E a falta em muitos momentos dificulta aos atendimentos mais emergentes.

22/05/19 10:14
Lorraine Anália Giostri Pereira

Jardim Guadalajara
Como o gestor avaliará sua necessidade de utilização? Terá limite da utilização por servidor? Terá como avaliar o serviço prestado?

22/05/19 08:50
Tatiana S Brioschi

Centro de Vila Velha
Se é mais barato, se haverá um gestor, se é para somente saídas necessárias ao trabalho, sou a favor.

21/05/19 06:17
JOÃO BOSCO CARVALHO DA COSTA

Praia da Costa
Tenho algumas dúvidas? Quem serão os Subgestores do Centro de Custos? Mais quantos Cargos comissionados? Quais critérios de escolha? Em que momento serão avaliados os serviços e apresentadas as prestações de contas?

20/05/19 12:19